GUGU LIBERATO

Gugu Liberato


Desde pequeno, o caçula de uma família de portugueses era apaixonado pelos programas de auditório e de gincanas da TV. Quando completou 15 anos, Augusto conquistou uma vaga de auxiliar de escritório no SBT e começou a dar opiniões sobre as atrações da casa, enviando, inclusive, algumas delas ao próprio Silvio Santos. Formou-se em jornalismo e, persistente, chegou à vaga de assistente de produção, repórter e redator do Programa Silvio Santos. Seu talento para o vídeo o levou ao comando do notívago Sessão Premiada, atração em que o público ligava para escolher o filme que iria ao ar. Com uma empatia singular, assumiu o posto de um programa de auditório, o Viva a Noite. Com todo o apoio do dono da, então, TVS, liderou com eficiência o primeiro projeto da casa especialmente feito para ele. Em poucos meses, a atração se tornou uma das mais populares do país e ele se transformou na segunda estrela da emissora. Desde então, comandou a Corrida Maluca, Passa ou Repassa, TV Animal, Nações Unidas e Sabadão Sertanejo, até chegar ao atual, o Domingo Legal. Milionário, dono de várias empresas de comunicação (incluindo uma produtora e estúdios de gravação) e agências de licenciamento, tornou-se a grande arma do SBT para ganhar audiência aos domingos, contra o Faustão, na Globo.
 

LEIA MAIS SOBRE GUGU LIBERATO

COMENTÁRIOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

(seu e-mail nao será publicado)